Copa Verde: Jacaré perde, mas segue vivo

Foto: Atlético Itapemirim

Na tarde desta quarta-feira (31), o Brasiliense deu início à sua caminhada rumo ao inédito título da Copa Verde diante do Atlético Itapemirim, do Espírito Santo. Sem Souza, poupado, e Badhiuga, machucado, o Jacaré encontrou dificuldades para bater o adversário e acabou saindo de campo com uma derrota por 2×1. Dos males, o pior, já que o time perdia por 2×0 até os 39 minutos da segunda etapa.

Zizu e Pikachu (não aqueles) frustram planos do Brasiliense 

O Brasiliense começou o jogo tentando dar as cartas e ditando o ritmo de jogo. Fechadinho e com um ataque veloz, o Atlético-ES jogou no erro do time candango e saiu apenas em rápidos e perigosos contra-ataques. Aos onze minutos, no primeiro grande contra golpe, Zizu recebeu pela direita e lançou para Pikachu que bateu forte, por cima do gol de Edmar Sucuri. O Brasiliense, que poupou Souza e Badhiuga por questões físicas, acabou perdendo o experiente Reinaldo logo aos 20 minutos por problema muscular. Fabinho entrou em seu lugar.

A primeira grande chance do Brasiliense veio apenas aos 25 minutos, quando Romarinho sofreu falta pela esquerda. Peninha bateu para a área, Wallace foi no segundo andar e testou pro gol, mas o goleiro Bambu fez a defesa. O Jacaré voltou a assustar aos 34, quando Cicinho cruzou e Nunes raspou de cabeça, mas sem direção. Aos 37, Romarinho sofreu falta na entrada da área e Cicinho foi pra cobrança. O camisa 12 jogou para a área, a defesa cortou e Pikachu disparou em contra-ataque. O camisa onze levou a bola até o campo de ataque e tocou para o perigoso Zizu, na entrada da área amarela, fuzilar no angulo direito de Edmar Sucuri. Indefensável para o novo titular da meta do Brasiliense, 1×0 no placar. Daí em diante, o Atlético, que já jogava no contra-ataque, se fechou ainda mais e esperou o primeiro tempo terminar. O Brasiliense, por sua vez, rodava a bola com Radamés no meio campo, mas falhava no “último passe” e não conseguiu mais assustar.

No segundo tempo, o Brasiliense voltou com a mesma formação, mas uma postura diferente, se lançando ao ataque. Logo aos dois minutos, Peninha cobrou falta pela direita e Welton Felipe cabeceou com perigo ao gol adversário. Mas em outro contra-ataque rápido da equipe alvinegra, Pikachu saiu cara a cara com o goleiro Edmar Sucuri, que acabou cometendo penalti no atacante adversário. Eraldo foi para a cobrança e ampliou o placar para a galo, 2×0. Três minutos depois, o próprio Eraldo bateu firme de fora da área e quase fez mais um. A resposta do Brasiliense só veio aos nove, também de fora da área, dessa vez com Radamés chutando e assustando o goleiro Bambu.

Daí em diante, o jogo teve um período de pouca ação. Aos 25 minutos, Rafael Toledo fez sua segunda troca na partida e colocou Patrick no lugar de Cicinho. Aos 29, a última troca: Peninha, que fazia jogo discreto, deu lugar à Felipe Cirne. O Brasiliense tentava chegar na base da pressão, mas contava com uma boa atuação da defesa adversária, que parecia estar em tarde iluminada. Seria quase impossível penetrar na defesa do Atlético. Quase impossível. Aos 39, Patrick aproveitou falha da até então impenetrável defesa e fuzilou o gol adversário, diminuindo o prejuízo do Jacaré. 2×1 no placar. Aos 41, Tanaka bateu falta forte e obrigou Sucuri a fazer grande defesa, garantindo assim a derrota por apenas um gol de diferença. E ficou nisso. Atlético-ES 2×1 Brasiliense. Após o jogo, o lateral Cicinho, falando à rádio Villa Mix-ES, disse que “um gol é sempre importante, mas que o time precisa ter consciência de que não fez um bom jogo.”

O Jacaré agora pode vencer por apenas 1×0 no jogo de volta que garante a vaga. Novo placar de 2×1 leva a decisão para os penaltis. A CBF ainda não definiu a data do jogo de volta. O Brasiliense volta a campo no sábado pelo Candangão, quando enfrenta o Luziânia no estádio Serra do Lago. Na próxima terça-feira, o time jogará em casa contra o Oeste-SP, pela Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-ES X BRASILIENSE

Copa Verde 2018 – 1ªfase – Jogo de Ida

Estádio José Olívio Soares, Itapemirim-ES

Quarta-Feira, 31/01/2018 – 16h30

Árbitro: Rodrigo da Fonseca Silva-MT

A1: Marcelo Grando-MT

A2: Eduardo Teodoro Rodrigues-MT

4º árbitro: José Wellington Bandeira-ES

ATLÉTICO-ES

Bambú; Felipe Foca, Rhayne, Kleber Viana e Marcos Felipe; Vitor, Fabiano, Araruama e Zizu; Eraldo e Pikachu(Franklin).

Técnico: Zé Humberto

Gols: Zizu (37′ 1º T) Eraldo (5′ 2º T)
Cartões Amarelos: Eraldo, Zizu e Vitor.
Cartões Vermelhos:

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Cicinho (Patrick), Welton Felipe, Wallace e Gérson; Aldo, Radamés e Peninha (Felipe Cirne); Reinaldo (Fabinho), Romarinho e Nunes.

Técnico: Rafael Toledo

Gols: Patrick (39′ 2º T)
Cartões Amarelos: Radamés e Welton Felipe.
Cartões Vermelhos:

Por Pedro Breganholi

Os comentários estão encerrados.