Brasiliense se destaca no Mundial de judô

Por Paulo César Nascimento

Foto: divulgação

Acostumada a subir no pódio em campeonatos mundo afora, a judoca brasiliense, Érika Miranda, renovou o hábito nesta terça-feira (29), ao repetir o feito pela quarta vez na carreira. Agora, em Budapeste, na Hungria, ela conquistou a medalha de bronze na categoria 52kg após derrotar a atleta do Kosovo, Majlinda Kelmendi.

A vitória teve um leve sabor de revanche, uma vez que  a algoz foi a responsável por derrotar Érika na final do Mundial do Rio de janeiro, em 2013. O ouro da categoria ficou com a japonesa Ai Shishime, que ganhou de sua compatriota Natusmi Tsunoda, medalhista de prata. A russa Natalia Kuziutina ficou com o outro bronze.

O trajeto para a medalha

Érika começou o dia das finais com duas vitórias, contra a australiana Tinka Easton e a polonesa Agata Perenc, mas caiu nas quartas de final, contra Tsunoda. Na repescagem a brasiliense bateu Distria Krasniqi, do Kosovo, antes de disputar a terceira colocação.

Na mesma categoria estava Sarah Menezes. Campeã olímpica em Londres (2012) nos 48kg, ela mudou para os 52kg depois da Rio 2016. No entanto, Sarah não teve a mesma sorte que a compatriota e ficou sem medalhas, após perder para a japonesa na segunda rodada. Entre os homens, Charles Chibana foi superado pelo francês Kilian Le Blouch na categoria 66kg e está fora do Mundial.

Os comentários estão encerrados.