Futsal do Recanto em festa

Foto: Haland Guilarde/DF Sports

No fim de semana que se encerrou neste domingo (3), foi realizado o 4º Torneio Barbosa de Futsal Feminino, no ginásio da Guariroba, Ceilândia-DF. Ao todo, 12 equipes disputaram a competição, inclusive com duas de fora do Distrito Federal. No entanto, ao término das partidas, quem levou a melhor foi o ADC BSB, time criado há apenas um ano, na cidade do recanto das Emas-DF.

Após eliminar as atuais campeãs do Olímpia/Estrutural em uma das semifinais, por 4 x 0, o ADC BSB recebeu o time do Mitos, na grande final, que havia vencido o Cresspom, na fase anterior, por 1 x 0. Antes da partida de encerramento, o Olímpia bateu o Cresspom por 4 x 1, assegurando o troféu de terceiro colocado.

Show de bola na final

As duas agremiações entraram com um retrospecto bastante parecido na final. Inclusive, as duas artilheiras do torneio até o momento estavam em quadra. Pelo lado do ADC BSB, Mika acumulava sete gols durante toda a competição. Em contrapartida, vestindo a camisa do Mitos, Gabi também somava a mesma quantidade de tentos.

Com a bola em jogo, o equilíbrio perdurou até a metade do primeiro tempo. Porém, gols dois gols simultâneos, a equipe recantense abriu 2 x 0. A abertura do placar ficou a cargo de Robinha, eleita melhor atleta do torneio, cobriu a goleira adversária para fazer ADC BSB 1 x 0. Em seguida foi a vez de Alessandra disputar a bola na área e ampliar, 2 x 0.

Na volta do intervalo, aos quatro minutos, veio a chance de redenção do Mitos. Gabi aproveitou a jogada ensaiada para diminuir, 2 x 1. Com o gol, a jogadora passou a ser a artilheira única da competição, com oito gols anotados em sua conta. Faltando 7’, Andréia, aumentou a vantagem para o ADC BSB, 3 x 1. Mas, para garantir o título com chave de ouro, Gegê chutou forte cruzado e fechou a final em 4 x 1. Assim, as garotas do Recanto das Emas levaram o troféu para casa.

Para Carlos “Camarão”, proprietário do ADC BSB, o título coroa um curto trabalho, feito com seriedade. “Esse campeonato é muito importante. Na minha opinião, o melhor do futsal feminino do DF. Então, considero que, com nove meses de projeto, somos uma equipe competitiva e viramos realidade, conquistando o nosso espaço. Times novos e novas jogadoras precisam surgir e estamos nesse caminho”, comemorou.

Para ele, de agora em diante as pessoas terão uma visão diferente do ADC BSB. “Nos fortaleceu muito mais esse título. Agora irão nos respeitar muito mais. Ganhamos de equipes como o realiza, o Olímpia, o próprio Mitos na final. São equipes que estão à frente da gente, de nome, com jogadoras de seleção. Então para nós o ano de 2017 foi muito produtivo”, explicou Camarão.

Por Haland Guilarde

Os comentários estão encerrados.