Gato Preto levanta troféu no sub-20

Arte: Lucas Bolzan/DF Sports

No último fim de semana, mais precisamente no domingo (3), o Ceilândia Esporte Clube, em parceria com o Clube da Saúde, colocou mais uma taça em sua galeria de troféus: A de campeão da Copa Brasília sub-20. Jogando no estádio Abadião, o Gato Preto recebeu o Elite Paranoá e, com certa dificuldade, conseguiu sair com o título. No tempo normal, a partida terminou empatada em 2 x 2. Assim, o duelo precisou ser decidido nos pênaltis. Nas cobranças da marca da cal, o time alvinegro levou vantagem e venceu por 6 x 5, sagrando-se campeão.

De acordo com Gleyton Ariani, coordenador do time campeão, o Ceilândia foi formado apenas com jogadores sub-19, mesmo em uma competição sub-20, mantendo a base que jogou o campeonato de juniores do Distrito Federal. “Entramos nessa competição para manter o time jogando, caso ganhássemos a vaga na Copa São Paulo, que estava sendo resolvida na justiça. Por isso mantivemos o mesmo time”, revela.

Ao citar o adversário da final, desconhecido para o grande público, o coordenador exaltou o “rival”. “Para muitas pessoas o Elite Paranoá pode ter chegado na final por sorte ou de forma surpreendente, mas não pra nós, que estamos na base e conhecemos os jogadores. Nós já sabíamos que era um time muito forte, quase todo nascido em 97, e base do Brasília campeão juvenil sub-17. E também com alguns jogadores que foram com o colorado à Copa Brasília”, completou.

Alguns dirigentes dos clubes profissionais do DF acompanharam a partida in-loco, o que para Gleyton, é um bom sinal. “Eles gostaram do que viram. Foi uma grande partida e alguns meninos se destacaram. Com certeza podem pintar no Candangão 2018, o que é o grande objetivo da Copa, revelar talentos para o nosso futebol”, comemora.

Para coroar o título, o Ceilândia ainda teve o goleiro menos vazado (Christian Rodrigues) e o artilheiro da Copa, Leonardo da Silva. O melhor jogador da final também foi do alvinegro, Matheus Barbosa, que inclusive marcou os dois gols do time campeão no tempo normal.

A Copa Brasília é organizada pela Liga das Categorias de Base de Brasília (LECABB) e já vem sendo realizada há mais de oito anos. Inclui times do DF e entorno, federados e não federados, como o Elite Paranoá, que chegou até a final com o Ceilândia. Além do sub-20, a copinha, como é chamada, dá oportunidade para garotos do sub-9 em diante, e permite até a inscrição de alguns acima dos vinte anos na categoria de juniores.

Neste ano, Santo Antônio do Descoberto-GO e Novo Gama-GO, por exemplo, montaram seleções de jovens atletas para disputar a competição. Participaram também a Sociedade Esportiva do Gama, Clube Atlético Taguatinga, Cruzeiro-DF, Paranoá, Formosa-GO, CFZ-DF, entre outros. A LECABB agora volta sua atenção para a Copa Novos Talentos, braço da Copa Brasília, que acontece no primeiro semestre de cada ano.

Por Pedro Breganholi 

Os comentários estão encerrados.