Jacaré vence clássico pré-carnaval

Foto: Osvaldo Lima

Agitando a noite da sexta-feira de Carnaval na capital federal, Brasiliense e Gama duelaram no Estádio nacional de Brasília – Mané Garrincha. Dentro de campo, após um jogo bastante disputado, o time alviverde até abriu o placar com Gordo na primeira etapa, mas Nunes e Filipe Cirne cravaram a virada do Jacaré e a reabilitação da equipe no Candangão 2018.

Ditando o ritmo de clássico e rivalidade, a partida já começou a todo vapor e a favor do Gama. Aos dois minutos, o lateral direito Murilo cruzou rasteiro e Bruno Fuso defendeu. Na sobra, após bate e rebate, ninguém teve o oportunismo para finalização. Porém, a pressão intensa do alviverde resultou em gol três minutos depois, quando Gordo recebeu a bola na entrada da área e bateu forte no canto esquerdo do goleiro adversário, fazendo 1 a 0 para o Periquito.

Após o gol e colhendo a energia da empolgada torcida alviverde, o Gama continuou a pressão em busca do segundo tento. Gordo, novamente, teve a oportunidade de ampliar o placar, aos 23 minutos, mas a defesa do Jacaré tirou a bola da área.

A partir dos 30 minutos o Brasiliense começou a reação na partida. Nos 31′ de jogo, em rápida jogada a favor do Brasiliense e um forte cruzamento de Patrick, Romarinho e Nunes tentaram alcançar a bola, mas não conseguiram a finalização. Porém, aos 37 minutos, o empate aconteceu. Em jogada dentro da área, Jacó fez pênalti em Badhuga. Quem assumiu a responsabilidade foi Nunes, que bateu colocado, empatando a partida, deixando o primeiro tempo igual no placar, 1 x 1.

Na segunda etapa, mudanças. Buscando ofensividade, Patrick saiu para a entrada de Filipe Cirne, que deu mais velocidade ao meio campo do Brasiliense e acabou virando o nome do Brasiliense na partida. Voltando no mesmo ritmo da reta final da primeira etapa, o Jacaré pressionou no início e, aos quatro minutos, após bola levantada na área, Badhuga cabeceou consciente no canto direito de Léo, mas a redonda saiu raspando a trave do arqueiro gamense.

Diante da pressão amarela, o alviverde chegou com muito perigo na segunda parte do jogo, porém, só uma vez, dando brilho ao goleiro Bruno Fuso, que fez duas belas defesas, após finalizações de Fernandinho. O Brasiliense, cadenciando o jogo, confiava que a virada viria. Assim, aos 28 minutos, Wallace desperdiçou o rebote do goleiro Léo, após bela cobrança de falta de Souza. Mas aos 34′, após bela jogada rápida pela esquerda, Filipe Cirne fez brilhar sua a estrela, recebendo bola rasteira e mandando para o fundo da rede, cravando a virada do Jacaré, 2 x 1.

Abatido com a virada, o Gama ainda tentou chegar através da bola parada logo em seguida, porém a finalização de cabeça acabou raspando a trave de Bruno Fuso, encerrando assim a partida, com a virada do Jacaré e revitalização na campanha amarela na competição.

No final da partida, o treinador Rafael Toledo, feliz com a vitória, diz que realmente iniciou o Candangão para ele, mas colocando em pauta o decisivo jogo de volta da Copa Verde, contra o Atlético-ES. “Sabíamos que hoje era um jogo fundamental. O empate era ruim, mas fizemos um jogo dificílimo, mas suficiente para ganhar. A gente que vem em uma grande sequência de jogos, desgastamos demais, mas agora terei o privilégio de ter seis dias para descansar, que na quinta-feira tem Copa Verde”, enfatizou.

Muita festa e foto com a torcida

Após o final do jogo, todos os jogadores do Brasiliense comemoravam muito a vitória dentro de campo. Fizeram oração, se cumprimentavam, deixando tudo na arena em clima de festa, como se fosse um título, com direito até a foto com a torcida, que compareceu para apoiar o Jacaré.

Time se reúne para tirar foto com a torcida, após vitória. Foto: Osvaldo Lima

 

A vitória acabou dando ao Brasiliense um respiro e a condição de subir na tabela, chegando a sete pontos, assumindo a sexta colocação. Já o Gama, permaneceu com os mesmos nove pontos. Mas, ainda assim, terminando a rodada na segunda colocação.

Agora, com quase uma semana de folga, as duas equipes terão missões totalmente diferentes. Enquanto o foco do Gama será na próxima quinta-feira (15), às 20h, diante do Santa Maria, no Bezerrão, o Brasiliense, também na mesma data, às 20h15, no Mané Garrincha terá o desafio de reverter a desvantagem que teve no duelo da ida da Copa Verde, contra o Atlético-ES, quando perdeu no Espírito Santo por 2 a 1.

FICHA TÉCNICA 

BRASILIENSE 2 X 1 GAMA

Campeonato Candango 2018 – 5ª rodada

Estádio Mané Garrincha, 09/02/2018, 20h

Público: 3.401 pagantes

Renda: R$ 27.530,00

Árbitro: Sávio Sampaio

A1: Daniel Henrique

A2: Luciano Benevides

4º árbitro: Gildevan Lacerda

5º árbitro: Maricleber Goes

Inspetor: Raimundo Lopo

BRASILIENSE

Bruno Fuso; Patrick (Filipe Cirne), Wallace, Badhiuga, e Mário Henrique; Aldo, Souza e Gabriel; Romarinho (Elcarlos), Reinaldo (Peninha) e Nunes.

Técnico: Rafael Toledo

Gol: Nunes (36′ – 1º T) e Filipe Cirne (34′ – 2º T).

Cartões amarelos: Filipe Cirne e Badhuga.

Cartão vermelho: não houve.

GAMA

Léo; Murilo (Marquinhos), Lúcio, Jacó e Rafinha; Balotelli, Tarta, Robston e Gordo (Fábio Gama); Fernandinho e Fábio Saci (David Denner).

Técnico: Ricardo Antônio

Gol: Gordo (4’/1T).

Cartões amarelos: Fernandinho.

Cartão vermelho: não houve.

Por Lucas Bolzan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *