Quarto capítulo: e se o Candangão tivesse um ranking?

Arte: Pedro Breganholi/DF Sports

No início deste mês, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou, como faz anualmente, o Ranking Nacional dos Clubes brasileiros. Com base nos critérios da entidade máxima do futebol brasileiro, o Memórias do Candangão resolveu imaginar como seria atualmente a posição de cada agremiação em atividade no futebol do Distrito Federal.

Após uma intensa pesquisa, conseguimos colocar os vinte e cinco clubes em um ranking, utilizando a mesma pontuação usada pela CBF. Para cada colocação obtida no Candangão, seja na Primeira, Segunda, ou Terceira Divisão, a pontuação foi acrescida. Com isso, os clubes mais antigos e que mais disputaram o campeonato, levam vantagem histórica. Portanto, para analisar o ranking abaixo, alguns itens precisam serem levados em consideração:

1 – O ranking NÃO É OFICIAL e não tem ligação com a Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF). Trata-se de uma pesquisa e homenagem de nossa coluna ao campeonato candango.

2 – As pesquisas foram feitas a partir do ano de 1959, considerando Primeira, Segunda, Terceira Divisões e a Copa Brasília de 2004.

3 – Levamos em consideração a história de clubes que mudaram de nome ao longo dos anos:

– Taguatinga (Bandeirante desde 1994);
– Real (Dom Pedro II desde 1994);
– Formosa (Bosque desde 1999);
– Paracatu (Unaí desde 1997);
– Sobradinho (Botafogo Sobradinho desde 1996),
– Botafogo-DF (Esportivo Guará desde 2004);
– Bolamense (Armagedom e Renovo desde 2000).

4 – Clubes que decretaram falência e foram fundados novamente com outros nomes não foram considerados, como o antigo Atlântida que decretou falência e depois se tornou Brasiliense.

Feitas todas essas considerações, vamos conferir como seria o ranking dos clubes do Distrito Federal desde 1959? Confira abaixo a pontuação e colocação de cada um:

1º – Gama (24.344)

2º – Guará (24.160)

3º – Brasília (22.624)

4º – Sobradinho (21.260)

5º – Ceilândia (19.284)

6º – Luziânia (14.700)

7º – Brasiliense (12.555)

8º – Real (10.725)

9º – Formosa (10.036)

10º – Ceilandense (9.900)

11º – Taguatinga (8.798)

12º – Planaltina-DF (8.788)

13º – Brazlândia (8.772)

14º – Paracatu (6.294)

15º – CFZ-DF (6.200)

16º – Paranoá (5.952)

17º – Santa Maria (5.840)

18º – Botafogo-DF (5.752)

19º – Samambaia (5.444)

20º – Capital (4.434)

21º – Cruzeiro-DF (4.380)

22º – Legião (4248)

23º – Bolamense (3.980)

24° – ARUC (2.708)

25º – Planaltina-GO (2.608)

Além de ser o líder do ranking geral, o Gama também fica à frente se consideramos apenas a Primeira Divisão. O Samambaia é o mais bem colocado na história da divisão de acesso (Segundinha), enquanto o Formosa lidera a extinta Terceirona.

Por Pedro Breganholi – colaboraram Cauê Santos, Lucas Espíndola e Gabriel Caetano

Os comentários estão encerrados.