Brasil doutrina a Eslovênia e vence a segunda na Liga das Nações

junho 9, 2022 0 Por Admin

/* inline tdc_css att */ .tdi_17{ text-align:left !important; position:relative; } /* custom css */ .tdb_single_content{ margin-bottom: 0; *zoom: 1; }.tdb_single_content:before, .tdb_single_content:after{ display: table; content: ”; line-height: 0; }.tdb_single_content:after{ clear: both; }.tdb_single_content .tdb-block-inner > *:not(.wp-block-quote):not(.alignwide):not(.alignfull.wp-block-cover.has-parallax):not(.td-a-ad){ margin-left: auto; margin-right: auto; }.tdb_single_content a{ pointer-events: auto; }.tdb_single_content .td-spot-id-top_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Top Ad’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad0 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 1’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad1 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 2’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad2 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 3’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-bottom_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Bottom Ad’ !important; }.tdb_single_content .id_top_ad, .tdb_single_content .id_bottom_ad{ clear: both; margin-bottom: 21px; text-align: center; }.tdb_single_content .id_top_ad img, .tdb_single_content .id_bottom_ad img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_top_ad .adsbygoogle, .tdb_single_content .id_bottom_ad .adsbygoogle{ position: relative; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ margin-bottom: 15px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ text-align: center; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-right: auto; margin-left: auto; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left{ float: left; margin-top: 9px; margin-right: 21px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right{ float: right; margin-top: 6px; margin-left: 21px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title{ width: 300px; height: 250px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title:before{ position: absolute; top: 50%; -webkit-transform: translateY(-50%); transform: translateY(-50%); margin: auto; display: table; width: 100%; }.tdb_single_content .tdb-block-inner.td-fix-index{ word-break: break-word; }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center { margin: 0 auto 26px auto; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left { margin-right: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right { margin-left: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .td-a-ad { float: none; text-align: center; } .tdb_single_content .td-a-ad img { margin-right: auto; margin-left: auto; } .tdb_single_content .tdc-a-ad { float: none; } }@media print { .single .td-header-template-wrap, .single .td-footer-template-wrap, .single .td_block_wrap:not(.tdb_breadcrumbs):not(.tdb_single_categories):not(.tdb-single-title):not(.tdb_single_author):not(.tdb_single_date ):not(.tdb_single_comments_count ):not(.tdb_single_post_views):not(.tdb_single_featured_image):not(.tdb_single_content) { display: none; } .single.td-animation-stack-type0 .post img { opacity: 1 !important; } } .tdi_17_rand_style > .td-element-style-before { content:” !important; width:100% !important; height:100% !important; position:absolute !important; top:0 !important; left:0 !important; display:block !important; z-index:0 !important; background-position:left top !important; background-size:cover !important; } – Continua após a publicidade –

A expectativa de um grande confronto na Arena BRB NIlson Nelson foi alcançada com sucesso. Brasil e Eslovênia (atual vice-campeã europeia) fizeram uma partida de alto nível técnico. Com casa cheia e boa atuação de Allan e Rodriguinho (bem municiados por Bruninho), nem mesmo a fortíssima defesa eslovena conseguiu parar a equipe comandada por Renan Dal Zotto. Vitória verde-amarela por 3 a 1, parciais 25 a 21, 21 a 25, 25 a 20 e 25 a 16.

O jogo

O primeiro set começou disputado, mas com a Eslovênia mais concentrada e explorando bem os ataques. Adriano com um ponto de saque igualou a partida (11 a 11) em um momento importante. Gradualmente o jogo do Brasil foi encaixando e mais dois aces (com o Lucão e Rodriguinho) elevaram a moral brasileira. Mesmo em um jogo duro, a variação de Bruninho para os atacantes foi fundamental e a Seleção fechou o primeiro set em 25 a 21.

No segundo set o Brasil começou melhor, dando indícios que poderia manter o ritmo e vencer o segundo set com certa tranquilidade. Entretanto, o jovem Mozic, que atua no vôlei italiano, desequilibrou e impôs muita dificuldade aos donos da casa. No fim das contas, o time europeu devolveu o placar do set anterior (25 a 21) e igualou a partida.

Rodriguinho enfrentando o bloqueio esloveno — Wander Roberto/CBV – Continua após a publicidade –

O terceiro set iniciou equilibrado, até que em um lance polêmico, a Seleção Brasileira acordou e passou a jogar de forma mais aguerrida e vibrante, abrindo 12 a 7. A intensidade da Amarelinha seguiu lá no alto. A Eslovênia correu atrás e diminuiu a vantagem, porém, a qualidade técnica brasileira sobressaiu e o terceiro set terminou em 25 a 20.

O quarto set foi o mais ”tranquilo” do jogo. O ataque brasileiro funcionou muito bem com Allan e Rodriguinho, Adriano acertou mais um ace, a torcida deu show e a vitória se tornou questão de tempo. Valente, assim como durante todo o duelo, o bom time da Eslovênia não conseguiu reagir e perdeu a segunda na Liga das Nações. Cachopa entrou no lugar do Bruninho e acelerou a vitória por 25 a 16 no quarto set. Vitória Canarinho por 3 a 1.

Leia mais sobre a Liga das NaçõesLiga das Nações de Vôlei movimenta a capital federal nesta semanaPipe, china, inversão 5×1, bola de xeque: conheça as expressões do vôleiNa abertura do segundo dia da Liga das Nações, Japão vence HolandaEm ritmo alucinante, Brasil vence Austrália em estreia na Liga das Nações

Japão e Estados Unidos vencem mais uma

Antes do jogo da Seleção Brasileira, dois jogos serviram de ”esquenta” para a torcida candanga. Às 15h, o confronto asiático entre China e Japão abriu a trinca de duelos. Os chineses até saíram na frente, por 25 a 21. Contudo, a Seleção Nipônica imprimiu um ritmo semelhante ao dos amistosos contra o Brasil e com boa atuação de Nishida (até aqui o maior pontuador da Liga das Nações) venceu os três sets subsequentes (25/19, 25/19 e 25/18), fechando a partida em 3 sets a 1.

NIshida em ação — Divulgação/FIVB

Os Estados Unidos da América tiveram menos dificuldade e massacraram o time da Holanda. O primeiro set parecia treino. A equipe americana chegou a abrir 20 a 8 de vantagem e fechou o primeiro set em 25 a 12. A Holanda até cresceu na partida, mas não o suficiente para evitar as derrotas no segundo e terceiro set; 25 a 18 e 25 a 16, respectivamente.

Divulgação/FIVB

O que vem por aí

Nesta sexta-feira (10/6), o time Canarinho descansa. Holanda x Irã (15h), Japão x EUA (18h) e Austrália x Eslovênia (21h) movimentam o Nilson Nelson. O Brasil volta à quadra no sábado às 15h, contra os Estados Unidos e no domingo encerra a primeira etapa contra a China, às 10h

– Publicidade –