Superior, China vence o Brasil pela primeira vez na Liga das Nações

junho 13, 2022 0 Por Admin

/* inline tdc_css att */ .tdi_17{ text-align:left !important; position:relative; } /* custom css */ .tdb_single_content{ margin-bottom: 0; *zoom: 1; }.tdb_single_content:before, .tdb_single_content:after{ display: table; content: ”; line-height: 0; }.tdb_single_content:after{ clear: both; }.tdb_single_content .tdb-block-inner > *:not(.wp-block-quote):not(.alignwide):not(.alignfull.wp-block-cover.has-parallax):not(.td-a-ad){ margin-left: auto; margin-right: auto; }.tdb_single_content a{ pointer-events: auto; }.tdb_single_content .td-spot-id-top_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Top Ad’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad0 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 1’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad1 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 2’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad2 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 3’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-bottom_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Bottom Ad’ !important; }.tdb_single_content .id_top_ad, .tdb_single_content .id_bottom_ad{ clear: both; margin-bottom: 21px; text-align: center; }.tdb_single_content .id_top_ad img, .tdb_single_content .id_bottom_ad img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_top_ad .adsbygoogle, .tdb_single_content .id_bottom_ad .adsbygoogle{ position: relative; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ margin-bottom: 15px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ text-align: center; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-right: auto; margin-left: auto; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left{ float: left; margin-top: 9px; margin-right: 21px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right{ float: right; margin-top: 6px; margin-left: 21px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title{ width: 300px; height: 250px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title:before{ position: absolute; top: 50%; -webkit-transform: translateY(-50%); transform: translateY(-50%); margin: auto; display: table; width: 100%; }.tdb_single_content .tdb-block-inner.td-fix-index{ word-break: break-word; }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center { margin: 0 auto 26px auto; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left { margin-right: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right { margin-left: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .td-a-ad { float: none; text-align: center; } .tdb_single_content .td-a-ad img { margin-right: auto; margin-left: auto; } .tdb_single_content .tdc-a-ad { float: none; } }@media print { .single .td-header-template-wrap, .single .td-footer-template-wrap, .single .td_block_wrap:not(.tdb_breadcrumbs):not(.tdb_single_categories):not(.tdb-single-title):not(.tdb_single_author):not(.tdb_single_date ):not(.tdb_single_comments_count ):not(.tdb_single_post_views):not(.tdb_single_featured_image):not(.tdb_single_content) { display: none; } .single.td-animation-stack-type0 .post img { opacity: 1 !important; } } .tdi_17_rand_style > .td-element-style-before { content:” !important; width:100% !important; height:100% !important; position:absolute !important; top:0 !important; left:0 !important; display:block !important; z-index:0 !important; background-position:left top !important; background-size:cover !important; } – Continua após a publicidade –

Em quadra, a tensão da derrota na última partida para os EUA parecia estar presente. A Seleção Brasileira estava desorganizada e não conseguia se movimentar bem. Mesmo chegando perto de reverter a situação, o nervosismo atrapalhava os jogadores. Mais concentrada, a China fez um bom jogo e venceu por 3 sets a 0 diante de 10 mil torcedores presentes na Arena BRB Nilson Nelson. As parciais: 25/23, 31/29 e 25/23.

Como foi o jogo

No primeiro set a partida começou equilibrada, mas a China evoluiu mais ao longo do período. Além de perder pontos importantíssimos, o Brasil demorou a reagir e a Seleção asiátia tirou proveito. Em dado momento, os chineses abriram 20 a 14, momento em que o Brasil acordou para o jogo. Lucão conseguiu dois aces, Allan, Rodriguinho e Adriano também pontuaram, contudo, a China conseguiu  segurara a vantagem e venceu a primeira parcial: Brasil 23 x 25 China.

A China voltou para o segundo set mostrando que a reação do Brasil no final do primeiro período não assustara. Logo no início, os visitantes abriram 12 a 9. Flávio e Allan — em um belo ataque — diminuíram a adversidade no marcador. A China perdeu intensidade, a Seleção cresceu e abriu 20 x 18 no placar, mas logo os chineses encostaram. O final do set foi emocionante e após vários “set points” desperdiçados, a China conseguiu virar, fechando o segundo set em 31 pontos a 29.

– Continua após a publicidade –

O set final começou mais equilibrado, mas com a equipe brasileira ainda perdida em quadra. A China marcou primeiro e abriu três pontos antes do Brasil conseguir marcar o primeiro, em jogada do oposto Allan. Flávio marcou duas vezes e diminuiu a diferença no placar. Ao longo do período, nenhuma equipe conseguiu abrir uma vantagem significativa e o marcador muita das vezes mostrava o empate. Com muita tensão, as duas equipes pontuavam em erros adversários. Porém, a China jogou melhor e finalizou o último set  e a partida: Brasil 23 x 25 China.

Jingyn Zhang foi o maior pontuador do confronto com 25 pontos, seguido por Alan (19) e Flávio (13).

Leia mais sobre a Liga das NaçõesPipe, china, inversão 5×1, bola de xeque: conheça as expressões do vôleiEm ritmo alucinante, Brasil vence Austrália em estreia na Liga das NaçõesBrasil supera a Eslovênia e vence a segunda na Liga das NaçõesMesmo com casa cheia, Brasil perde de virada para os Estados Unidos

O que vem por aí

O time masculino do Brasil volta às quadras na Liga das Nações em 10 dias. A próxima etapa será em Sófia, na Bulgária. Polônia, Sérvia, Irã e Bulgária serão os próximos adversários da Seleção verde-amarelo. Já Brasília, receberá a Seleção feminina na próxima semana. Na próxima quarta-feira (15/6), o Brasil começa sua estadia em solo brasiliense contra a Turquia, no ginásio Nilson Nelson, às 21h.

– Publicidade –