De virada é mais gostoso: com apoio da torcida, Brasil vence a Turquia

junho 16, 2022 0 Por Admin

/* inline tdc_css att */ .tdi_17{ text-align:left !important; position:relative; } /* custom css */ .tdb_single_content{ margin-bottom: 0; *zoom: 1; }.tdb_single_content:before, .tdb_single_content:after{ display: table; content: ”; line-height: 0; }.tdb_single_content:after{ clear: both; }.tdb_single_content .tdb-block-inner > *:not(.wp-block-quote):not(.alignwide):not(.alignfull.wp-block-cover.has-parallax):not(.td-a-ad){ margin-left: auto; margin-right: auto; }.tdb_single_content a{ pointer-events: auto; }.tdb_single_content .td-spot-id-top_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Top Ad’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad0 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 1’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad1 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 2’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad2 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 3’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-bottom_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Bottom Ad’ !important; }.tdb_single_content .id_top_ad, .tdb_single_content .id_bottom_ad{ clear: both; margin-bottom: 21px; text-align: center; }.tdb_single_content .id_top_ad img, .tdb_single_content .id_bottom_ad img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_top_ad .adsbygoogle, .tdb_single_content .id_bottom_ad .adsbygoogle{ position: relative; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ margin-bottom: 15px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ text-align: center; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-right: auto; margin-left: auto; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left{ float: left; margin-top: 9px; margin-right: 21px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right{ float: right; margin-top: 6px; margin-left: 21px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title{ width: 300px; height: 250px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title:before{ position: absolute; top: 50%; -webkit-transform: translateY(-50%); transform: translateY(-50%); margin: auto; display: table; width: 100%; }.tdb_single_content .tdb-block-inner.td-fix-index{ word-break: break-word; }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center { margin: 0 auto 26px auto; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left { margin-right: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right { margin-left: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .td-a-ad { float: none; text-align: center; } .tdb_single_content .td-a-ad img { margin-right: auto; margin-left: auto; } .tdb_single_content .tdc-a-ad { float: none; } }@media print { .single .td-header-template-wrap, .single .td-footer-template-wrap, .single .td_block_wrap:not(.tdb_breadcrumbs):not(.tdb_single_categories):not(.tdb-single-title):not(.tdb_single_author):not(.tdb_single_date ):not(.tdb_single_comments_count ):not(.tdb_single_post_views):not(.tdb_single_featured_image):not(.tdb_single_content) { display: none; } .single.td-animation-stack-type0 .post img { opacity: 1 !important; } } .tdi_17_rand_style > .td-element-style-before { content:” !important; width:100% !important; height:100% !important; position:absolute !important; top:0 !important; left:0 !important; display:block !important; z-index:0 !important; background-position:left top !important; background-size:cover !important; } – Continua após a publicidade –

Foi com vitória que o Brasil estreou em Brasília pela segunda etapa da Liga das Nações. Com um público vibrante e participativo na Arena BRB Nilson Nelson, a Turquia até saiu na frente, mas não segurou o ímpeto canarinho. Com parciais 19/25, 25/23, 25/23 e 25/23, as brasileiras até encontraram dificuldades em colocar a bola no chão, devido à grande atuação defensiva das oponentes, porém, com grandes passagens de Diana e Gabi no ataque e uma impecável de Júlia Bergmann, a vitória por 3 a 1 foi inevitável.

Turquia sai na frente, mas Brasil leva a melhor

Assertiva no ataque e no bloqueio, a Turquia começou o jogo dominando e abriu 9 a 4 no placar. Aos pouco o Brasil foi crescendo, principalmente, devido ao ótimo desempenho de Pri Darot e de Carol, e diminui a vantagem para dois pontos (16 a 14). A defesa turca trabalhou com excelência e mesmo após ótima passagem de Gabi no saque, as visitantes fecharam o primeiro período em 25 a 19.

Com o sistema defensivo ligado no 220v, a Seleção europeia abriu incríveis 5 a 0 no começo do segundo set. Mais uma vez o saque de Gabi foi fundamental e após todo o set em desvantagem, o Brasil conseguiu encostar no marcador: 14 a 13. O set ficou acirrado e após uma passagem devastadora de Diana no saque, a Seleção canarinho passou a frente no placar 21 a 20. E com emoção até o fim, o empate veio: Brasil 25 a 23.

Carol no ataque — Wander Roberto/CBV – Continua após a publicidade –

Diferente dos sets anteriores, o time verde-amarelo entrou mais concentrado na terceira parcial e conseguiu ficar a frente do marcador no início. Ponto a ponto, o equilíbrio perpetuou durante todo o set e, na reta final, a Turquia conseguiu a igualdade: 19 a 19. Com um excelente aproveitamento no saque e no ataque, o Brasil obteve um grande “sprint” final e repetiu o placar da parcial anterior: 25 a 23.

Interessada em evitar o tie break, a Seleção brasileira debutou no quarto set com seu ataque a todo vapor. A equipe turca, no que lhe concerne, reagiu e conseguiu passar a frente: 9 a 7. A torcida presente no Nilson Nelson não parou de apoiar um só minuto e a energia do público deixou as brasileiras mais aguerridas ainda. No detalhe, assim como em toda partida, o Brasil conseguiu fechar o último set em 25 a 23 e vencer o duelo.

Leia mais sobre a Liga das NaçõesLiga das Nações de Vôlei Feminino desembarca no Distrito FederalPipe, china, inversão 5×1, bola de xeque: conheça as expressões do vôleiLiga das Nações de vôlei: conheça as Seleções que estarão em BrasíliaEm noite europeia na Liga das Nações, Alemanha e Itália vencem

Baile dominicano

Divulgação/FIVB

Às 18h, República Dominicana e Coreia do Sul realizaram a primeira partida do dia. As sul-coreanas não viram a cor da bola. Guiada pela atacante Peña Isabel, uma das principais pontuadoras do torneio e do jogo (foram 20 pontos no total), a Seleção da América Central foi implacável e não cedeu muitos erros, diferente das asiáticas (26 erros durante os três sets). Com sonoros 3 a 0 (parciais 25/21, 25/17 e 25/13) a República Dominicana conquistou sua primeira vitória no torneio.

O que vem por aí

Nesta quinta-feira (16/6), a torcida brasiliense vai poder aproveitar o feriado e curtir três jogos. Às 15h, Sérvia e Coréia do Sul se enfrentam. Às 18, é a vez de Itália e República Dominicana. Para fechar a rodada, Brasil e Holanda entram em quadra.

– Publicidade –