Ceilândia vence Costa Rica, mas Operário triunfa e fica com a vaga no G4

Ceilândia vence Costa Rica, mas Operário triunfa e fica com a vaga no G4

julho 17, 2022 0 Por Admin

/* inline tdc_css att */ .tdi_17{ text-align:left !important; position:relative; } /* custom css */ .tdb_single_content{ margin-bottom: 0; *zoom: 1; }.tdb_single_content:before, .tdb_single_content:after{ display: table; content: ”; line-height: 0; }.tdb_single_content:after{ clear: both; }.tdb_single_content .tdb-block-inner > *:not(.wp-block-quote):not(.alignwide):not(.alignfull.wp-block-cover.has-parallax):not(.td-a-ad){ margin-left: auto; margin-right: auto; }.tdb_single_content a{ pointer-events: auto; }.tdb_single_content .td-spot-id-top_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Top Ad’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad0 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 1’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad1 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 2’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad2 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 3’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-bottom_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Bottom Ad’ !important; }.tdb_single_content .id_top_ad, .tdb_single_content .id_bottom_ad{ clear: both; margin-bottom: 21px; text-align: center; }.tdb_single_content .id_top_ad img, .tdb_single_content .id_bottom_ad img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_top_ad .adsbygoogle, .tdb_single_content .id_bottom_ad .adsbygoogle{ position: relative; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ margin-bottom: 15px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ text-align: center; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-right: auto; margin-left: auto; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left{ float: left; margin-top: 9px; margin-right: 21px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right{ float: right; margin-top: 6px; margin-left: 21px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title{ width: 300px; height: 250px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title:before{ position: absolute; top: 50%; -webkit-transform: translateY(-50%); transform: translateY(-50%); margin: auto; display: table; width: 100%; }.tdb_single_content .tdb-block-inner.td-fix-index{ word-break: break-word; }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center { margin: 0 auto 26px auto; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left { margin-right: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right { margin-left: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .td-a-ad { float: none; text-align: center; } .tdb_single_content .td-a-ad img { margin-right: auto; margin-left: auto; } .tdb_single_content .tdc-a-ad { float: none; } }@media print { .single .td-header-template-wrap, .single .td-footer-template-wrap, .single .td_block_wrap:not(.tdb_breadcrumbs):not(.tdb_single_categories):not(.tdb-single-title):not(.tdb_single_author):not(.tdb_single_date ):not(.tdb_single_comments_count ):not(.tdb_single_post_views):not(.tdb_single_featured_image):not(.tdb_single_content) { display: none; } .single.td-animation-stack-type0 .post img { opacity: 1 !important; } } .tdi_17_rand_style > .td-element-style-before { content:” !important; width:100% !important; height:100% !important; position:absolute !important; top:0 !important; left:0 !important; display:block !important; z-index:0 !important; background-position:left top !important; background-size:cover !important; } – Continua após a publicidade –

O Ceilândia está eliminado da Série D do Campeonato Brasileiro. O Gato Preto chegou na última rodada precisando derrotar o Costa Rica, no estádio Laertão, no Mato Grosso do Sul. A vitória até veio (com certa facilidade) por 3 a 0. O problema é que em Várzea Grande, o Operário venceu o Costa Rica por 1 a 0, deixando o Gato Preto na 5ª colocação, fora do G4 e, consequentemente, eliminado da competição nacional.

Com um gol marcado logo no início, o Ceilândia não precisou se expor e por pouco não ampliou o placar. A vitória parcial combinada ao empate do Operário davam a classificação para o Gato Preto. Na etapa final, o alvinegro conseguiu ampliar sua vitória. Com gols de Felipe Clemente e Maycon Valeriano, a equipe candanga pouco foi ameaçada e garantiu o triunfo. Porém, a vitória magra da equipe matogrossense culminou na eliminação do clube do DF.

Primeira etapa

Aos três minutos, o Ceilândia conseguiu atingir o seu objetivo. Americano aproveitou a falha de Alemão e tocou na saída do arqueiro: 1 a 0 Gato. O Costa Rica não se abalou e foi para cima. Aos 10, Kayser saiu mal do gol e Coruja mandou para as redes. Para a sorte do Gato Preto, o jogador estava na banheira e o impedimento foi assinalado. A equipe da casa seguiu em busca do empate, mas a finalização de Bruninho foi para fora.

– Continua após a publicidade –

Aos 23, Bruninho finalizou de primeira, mas Kayser, bem colocado, fez a intervenção. Cinco minutos mais tarde, a arbitragem autorizou uma pausa para a hidratação dos atletas. O jogo ficou moroso e perdeu em intensidade. Aos 36, Gabriel Arantes invadiu a área, cruzou com categoria e achou a cabeça de Americano. No arremate, Rodolfo operou um milagre, evitando o segundo gol.

Na sequência, Geovane arriscou do meio da rua. Bem posicionado, o arqueiro do CREC fez boa defesa. No final do primeiro tempo, João Victor também experimentou de longe. O chute rasteiro passou a direita da meta ceilandense. Felipe Clemente recebeu um ótimo passe, mas foi pego em posição de impedimento. No último lance de perigo antes do intervalo, Fernandinho fez uma bela jogada, mas adiantou demais a bola e desperdiçou o ataque.

Leia também

Brasiliense conhece adversário no mata-mata da Série D do Brasileirão Semifinais do Candanguinho: Ceilândia vence e Taguatinga cede empate Cruzeiro receberá a Chapecoense no Mané Garrincha, em Brasília, em agosto Brasileirão: Flamengo vence Coritiba pela primeira vez em Brasília

Ceilândia sacramenta a vitória

A equipe da casa teve a primeira chance da etapa complementar. Lacerda bateu falta da intermediária e mandou longe do gol. No lance subsequente, foi a vez do Gato Preto. Clemente finalizou de primeira, mas não acertou o alvo. Minutos depois, Kayser defendeu com facilidade o chute de Jean e evitou o empate. O jogo estava lá e cá. Fernandinho recebeu na entrada da área e arrematou no centro do gol. Rodolfo fez a defesa em dois tempos.

Aos 12, o Costa Rica trabalhou bem pela direita e Coruja testou firme na direção do gol. Matheus Kayser, paralisado, tirou a bola com os olhos. O segundo gol do Gato Preto não saiu por pouco. Peninha bateu falta com muita classe e acertou a trave do CREC. Em um contra-ataque rápido, Rafael Cruz perdeu uma ótima chance para os donos da casa. Em um lance bem confuso, o árbitro viu um toque de mão na área: pênalti para o Ceilândia. Felipe Clemente bateu firme e ampliou a vantagem.

O Alvinegro quase marcou em um gol olímpico. Apesar do placar a seu favor, em Várzea Grande o Operário-MT abria o placar diante do Iporá-GO, tirando o Ceilândia do G4. Aos 40 minutos, Roberto Júnior fez bem o pivô e Maycon Valeriano bateu de primeira, estufando as redes pela terceira vez para o Gato Preto. Antes dos acréscimos, ainda houve tempo para Fernando Gomes receber o segundo cartão amarelo e ser expulso. No final, 3 a 0 Ceilândia.

Costa Rica classificado; Ceilândia eliminado da Série D

O Costa Rica já estava com sua vaga garantida no G4 do grupo A-5 da Série D. A equipe terminou na terceira colocação e enfrentará o Bahia de Feira de Santana (primeiro jogo em casa e o segundo fora). Já o Ceilândia encerra por aqui sua temporada, haja visto a confirmação de que a Copa Verde não acontecerá em 2022.

Costa Rica 0 Rodolfo; Jean (Léo Júnior), Diego Bispo, Alemão (Fandinho) e Ian Barreto; João Victor,  Coruja, e Eduardo Lacerda; Jorginho, Igor Vilela e Bruninho (Rafael Cruz). Técnico: Sandrinho

Ceilândia 3 Matheus Kayser; Gabriel Arantes, Medeiros, Fernando Gomes🟨🟨(🟥)e China🟨; Werick, Geovane e Peninha (Ferrugem); Felipe Clemente⚽ (Maycon Valeriano ⚽), Fernandinho (Gleissinho) e Americano⚽ (Roberto Júnior). Técnico: Adelson de Almeida

– Publicidade –