Brasiliense se prepara para fase final da Série D 2022

julho 23, 2022 0 Por Admin

/* inline tdc_css att */ .tdi_17{ text-align:left !important; position:relative; } /* custom css */ .tdb_single_content{ margin-bottom: 0; *zoom: 1; }.tdb_single_content:before, .tdb_single_content:after{ display: table; content: ”; line-height: 0; }.tdb_single_content:after{ clear: both; }.tdb_single_content .tdb-block-inner > *:not(.wp-block-quote):not(.alignwide):not(.alignfull.wp-block-cover.has-parallax):not(.td-a-ad){ margin-left: auto; margin-right: auto; }.tdb_single_content a{ pointer-events: auto; }.tdb_single_content .td-spot-id-top_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Top Ad’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad0 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 1’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad1 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 2’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-inline_ad2 .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Inline Ad 3’ !important; }.tdb_single_content .td-spot-id-bottom_ad .tdc-placeholder-title:before{ content: ‘Article Bottom Ad’ !important; }.tdb_single_content .id_top_ad, .tdb_single_content .id_bottom_ad{ clear: both; margin-bottom: 21px; text-align: center; }.tdb_single_content .id_top_ad img, .tdb_single_content .id_bottom_ad img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_top_ad .adsbygoogle, .tdb_single_content .id_bottom_ad .adsbygoogle{ position: relative; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ margin-bottom: 15px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right img, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-bottom: 0; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center{ text-align: center; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center img{ margin-right: auto; margin-left: auto; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left{ float: left; margin-top: 9px; margin-right: 21px; }.tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right{ float: right; margin-top: 6px; margin-left: 21px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title{ width: 300px; height: 250px; }.tdb_single_content .tdc-a-ad .tdc-placeholder-title:before{ position: absolute; top: 50%; -webkit-transform: translateY(-50%); transform: translateY(-50%); margin: auto; display: table; width: 100%; }.tdb_single_content .tdb-block-inner.td-fix-index{ word-break: break-word; }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right, .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-center { margin: 0 auto 26px auto; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-left { margin-right: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .id_ad_content-horiz-right { margin-left: 0; } }@media (max-width: 767px) { .tdb_single_content .td-a-ad { float: none; text-align: center; } .tdb_single_content .td-a-ad img { margin-right: auto; margin-left: auto; } .tdb_single_content .tdc-a-ad { float: none; } }@media print { .single .td-header-template-wrap, .single .td-footer-template-wrap, .single .td_block_wrap:not(.tdb_breadcrumbs):not(.tdb_single_categories):not(.tdb-single-title):not(.tdb_single_author):not(.tdb_single_date ):not(.tdb_single_comments_count ):not(.tdb_single_post_views):not(.tdb_single_featured_image):not(.tdb_single_content) { display: none; } .single.td-animation-stack-type0 .post img { opacity: 1 !important; } } .tdi_17_rand_style > .td-element-style-before { content:” !important; width:100% !important; height:100% !important; position:absolute !important; top:0 !important; left:0 !important; display:block !important; z-index:0 !important; background-position:left top !important; background-size:cover !important; } – Continua após a publicidade –

O Brasiliense superou a fase de grupos da Série D 2022 e os confrontos do mata-mata tornaram-se o novo objetivo. O primeiro deles, contra o Nova Venécia, põe frente a frente o líder do grupo A-5 contra o quarto colocado da chave A-6. Serão seis jogos em três confrontos de ida e volta rumo ao acesso. Celso Teixeira, treinador do Jacaré dialogou sobre a mudança de mentalidade a essa altura do torneio.

Detentor da segunda melhor campanha entre os 64 clubes participantes da primeira fase, o Esquadrão Amarelo sabe que tudo pode ser posto a perder em apenas 180 minutos. Celso Teixeira destacou as mudanças de uma fase para a outra e destacou algumas mudanças a partir da segunda fase da competição.

“Muda muito. A responsabilidade aumenta, assim como a dificuldade, porque quando você chega em uma fase dessa, não tem favoritismo. Se eles chegaram nessa fase, é porque eles têm os méritos deles. Não que não tenhamos tido méritos na fase de grupos, até porque terminamos em primeiro. Porém, como disse, aumentam a dificuldade e a responsabilidade”, afirmou o comandante.

– Continua após a publicidade –

Leia também – Série D do Campeonato Brasileiro terá VAR a partir das quartas de final – CBF promove reunião em sua sede e define nova premiação na Série D – Conheça o Nova Venécia-ES, próximo adversário do Brasiliense na Série D – Série D 2022: veja como ficou a classificação final da fase de grupos

O Brasiliense versão Série D 2022 passou por diversas mudanças, recebeu algumas peças importantes e trabalhou bem o elenco na primeira etapa do torneio. Celso é categórico ao afirmar que o Ense não conta com apenas 11 peças titulares, mas sim, com a força do grupo.

“Sobre essa questão da titularidade não. Um clube como o Brasiliense que fez várias contratações, já passou por lesões, saídas e alterações e mesmo assim manteve a competitividade. Quem entrou deu conta do recado! Eu gosto de valorizar o grupo. Não temos 11 definidos. Tivemos oportunidade de trocar a equipe e ela conseguiu os resultados. É momento de termos seriedade e mantermos o trabalho”, assegurou o treinador.

Brasiliense Série D 2022 🤝 Bola parada

Bernardo e Marcão comemorando gol – Jessika Lineker/Distrito do Esporte

Uma marca registrada do clube de Taguatinga é a bola parada. Desde o Candangão, o Brasiliense tem um ótimo aproveitamento em lances assim, principalmente, em bolas alçadas na área. Na Série D os gols não tem precisado de um segundo toque. No segundo turno da fase de grupos, Bernardo, Tarta e Zotti demonstraram exímia categoria em cobranças de falta. O comandante do Ense enxergou os dois lados da moeda.

“Acho quem nem só no Brasiliense a bola parada é uma arma. Hoje no futebol brasileiro você tem que ter atenção tanto ofensiva, como defensiva. Mas é óbvio que nós não vamos tirar o mérito dos nossos jogadores, que batem muito bem na bola e já tiramos proveito muito disso, em vários jogos. Inclusive, já dormimos em algumas partidas e os adversários tiraram proveito disso também. É uma faca de dois gumes, mas é lógico que tiramos pelo ponto positivo, que quando sai a bola parada, podemos criar perigo para o adversário”, concluiu o treinador.

A disputa por uma vaga nas oitavas de final da Quarta Divisão nacional começa nesse domingo (24/7), às 15h. O Esquadrão Amarelo viaja até o Espírito Santo para enfrentar o Nova Venécia, no estádio Zenor Rocha. O duelo da volta acontece no outro domingo (31/7), no Estádio Abadião, às 15h30

– Publicidade –